PortuguêsEnglishEspañolItaliano

XIII ENCONTRO INTERDISCIPLINAR DE ESTUDOS LITERÁRIOS: Literatura, política e outras artes

Data: 30 de novembro a 02 de dezembro de 2016.

Endereço: http://interdisciplinar13.wixsite.com/interdisciplinar13

 

Apresentação:

O XIII Encontro Interdisciplinar de Estudos Literários centraliza suas discussões em torno de uma tríade fora da qual nosso tempo seria impensável: Literatura, política e outras artes. Naturalmente, a Literatura e as artes com que dialoga são os primeiros campos disciplinares convocados em um evento que tem na interdisciplinaridade seu eixo de sustentação. Mas inserir política – literal e metaforicamente – entre esse par tradicionalmente consagrado gera uma questão de interpretação no mínimo provocadora: política, então, é arte? E por extensão: se o é, qual é a sua natureza?,quais são seus procedimentos?, como se coaduna ao discurso literário? Pensar a literatura pelos caminhos em que se aproxima da política, e vice-versa, parece especialmente oportuno num momento em que a própria conjuntura política do País dá sinais muito claros de seu esgotamento. Nesse sentido, de que lugar (ou entre-lugar?) falam a literatura e os agentes dessa “estranha instituição”, nas palavras de Jacques Derrida, quando a realidade fora da ficção e dos livros exige, no plano ético, uma intervenção? E, no plano estético, parafraseando a lição modelar de Adorno, como escrever depois de 17 de abril de 2016? A uma crise da política, portanto, corresponde uma crise da poética? São questões propostas pela própria história do Brasil, que em distintos momentos iluminou alguns de nossos ‘movimentos’ literários, da Semana de 22 à geração mimeógrafo e sua poesia marginal. Nessa esteira, também a poesia do contemporâneo, para falar de nossos dias, fez do poema seu coquetel molotov. Exemplos disso são os episódios paradigmáticos e de fundo sensivelmente político que atravessam a constituição de trabalhos coletivos como Vinagre: uma antologia de poetas neobarracos (2013) e 29 de abril: o verso da violência (2015). Chamar a literatura e suas artes vizinhas para andar na areia movediça da política é uma tarefa, no que também apresenta de risco, a que se propõe o XIII Encontro Interdisciplinar de Estudos Literários. Uma aproximação realizada no enfrentamento produtivo de distintos âmbitos de investigação, problematizados pela via da assimilação, da dissolução e da rasura das fronteiras. Uma aproximação, enfim, para a qual a poeta Wislawa Szymborska trouxe a chave: “Até caminhando e cantando a canção/ você dá passos políticos/ sobre um solo político”.